quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

INTERVALO

eu posso apontar a parte de mim que te perde,
o vão que de mim se consome,
a mão que do teu ar ressona

eu posso emprestar a dor que do meu olho sobra
o canto que do meu lábio morre
a voz que é silente nas horas

E dessa ausência que é carne, calar.
E desse tempo que cai,

engolir.

Dheyne de Souza. Poema publicado em Pequenos Mundos Caóticos

7 comentários:

Dj Ricardo coração de Leão disse...

Gostei de seu texto e do blogue em geral.Dá para perceber sua personalidade nas postagens.Muito bom isso.Meus parabéns.Está tudo muito bonito por aqui.
Beijos.

Ricardo

diogo filipe disse...

gostei do seu texto e o blog esta muito bonito:
http://diogo-filipe.blogspot.com/

silvioafonso disse...

.


Eu quero seguir junto ao
coração de Camila.

Estou seguindo o seu blog.
Siga o meu se você gostar.

silvioafonso







.

faizy disse...

nice blog

Nikoly Ferraz Marques disse...

Parabéns pelo texto! Estou passando para divulgar o meu Blog e fazer mais contatos. Beijos e sucesso :D
http://nikferraz.blogspot.com/

O Cercadinho disse...

Interessantes teus posts, escrevo para divulgar o : www.o-cercadinho.blogspot.com Caso queira acompanhar e dar umas risadas,
será um prazer ter nos visitando lá. O que é o Cercadinho? Segue apresentação para te situares. Em cada relacionamento afetivo, os envolvidos ficam restritos a um espaço, O Cercadinho, onde acontecem as interações. Em algumas fases, está cheio de "queridas", mas em outros, quase vazio. O Cercadinho é o resultado das conquistas amorosas, onde cada um preenche à sua maneira e gosto. Pode ter o critério de cotas e uma de cada: loira, morena, mulata, ruiva e/ou japa. Com faixas etárias e tipos variados. Até monogâmico com apenas uma mulher selecionada. Somos dois homens escrevendo relatos e histórias, sem pretensão literária sobre O Cercadinho. Seco, objetivo e um pouco bagual com sentimentos, assim é Iberê e Marcão, cafajeste faz o estilo 100% sincero e sem rodeios, e trash total. Entre no nosso Cercadinho e boa leitura.
Iberê

Douglas Maia disse...

(...) não tenha vergonha de chorar, de dizer que ama, de dizer que sente medo, que precisa de amor, afinal, é isso que te torna humano. Autor: @Douglasmaia007
Tá afim de ler um blog romântico?
Leia e comente →→ http://douglasmaia007.blogspot.com/ ←←
" Você lê e tem arrepios. Você lê, e a sua vida vai-se misturando no que está sendo lido."
Não esqueça de comentar, e se por acaso quiser seguir fique a vontade!