domingo, 17 de maio de 2009

O AMOR


O amor, quando se revela,

Não se sabe revelar.

Sabe bem olhar p'ra ela,

Mas não lhe sabe falar.


Quem quer dizer o que sente

Não sabe o que há de dizer.

Fala: parece que mente.

Cala: parece esquecer.


Ah, mas se ela adivinhasse,

Se pudesse ouvir o olhar,

E se um olhar lhe bastasse

Pr'a saber que a estão a amar!


Mas quem sente muito, cala;

Quem quer dizer quanto sente

Fica sem alma nem fala,

Fica só, inteiramente!


Mas se isto puder contar-lhe

O que não lhe ouso contar,

Já não terei que falar-lhe

Porque lhe estou a falar...



Fernando Pessoa.

6 comentários:

A garota do copo d'gua disse...

camila, "somethings are better left unsaid."
concordas?

;)
Boa Semana!

Camila Lispector disse...

É claro que concordo. Bem melhor é ver e sentir do que apenas ouvir. Abraços.

Papagaio Mudo disse...

oi Camila,

seu sobrenome é esse mesmo?
já ficou piegas elogiar, mas eu gostei, simplesmente.
abraços,

Gustavo

Sereyani disse...

Gostei... mto...
(vamos combinar novo 'sarau'?)

Tom disse...

Fazia tempo que não passava por aqui, mas não mudou muito!! o amor continua em pauta, isso é muito bom!! Há lugares onde se pode ir, e lembrar que muitos ainda amam. bjs! Cleiton

Anônimo disse...

Relevantes visitas passando pelo seu blogg. Bom saber.